segunda-feira, 19 de julho de 2010

Anseios

Por que sentir?
Seria tão mais fácil não fazê-lo...
Invejo as pedras
Por eras imóveis, mutáveis
Sem derramar uma só lágrima
Sem nunca experimentar
Por uma única vez, a tristeza
Invejo a Lua
Que na escuridão da noite
Nina e encanta
Tão devassa Terra
Sem nenhuma ambição
Quisera eu ser tão indiferente
Mas egoísta que sou
Por trás de cada gesto
Um desejo
Teu beijo
Guardado apenas na lembrança
Uma só pergunta me resta:
Por que roubar-me ilusões
Se me ofereceria somente solidão?

3 comentários:

  1. Durt ...muito bom

    Lucyy

    ResponderExcluir
  2. Hummm...gostei.
    Raro ver 'poetas' hj, como vc!
    Mt bom, parabéns! É um dom!

    ResponderExcluir