sexta-feira, 7 de janeiro de 2011

Homenagem ao Malandro*

Cadê você, carioca?
O velho Francisco
Cheio de samba e amor
Que com açúcar e com afeto
Não fala de Maria apenas
Mas da morena de Angola
E das mulheres de Atenas

Cadê você, carioca?
O malandro
É tanta saudade
Do bom tempo
Da Banda
Do Nosso Bolero
O último blues

Cadê você, carioca?
Te queremos de volta ao samba
Com essa gente humilde
Imagina só
Nós todos juntos
Para umas e outras
Uma feijoada completa

Agora falando sério
De um tempo que passou
Só o que resta paratodos
São as cartas
Um chorinho
E um retrato em branco e preto

Mas apesar de você
Meu caro amigo
Andar meio sumido
Nós estamos aí
Nessa roda-viva
Até o fim

Deus lhe pague!

--
*Obs: esse textoesse texto, inclusive o título, foi construído em cima dos títulos das composições de um dos maiores músicos e compositores da MPB, Chico Buarque.

6 comentários:

  1. Eu não faço cinema, porque meu almanaque é outro, mas se eu dia eu der um bom conselho, ele será "visite o psicotizzando". Trocando em miúdos? Que coisa mais linda! (opa, já mudei o poeta). hauha

    Adorei, Drt, parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Adorei o comentário seguindo a ideia, Isabela!
    Que bom que gostou!
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  3. Dona LUIZA leu aqui comigo, ela estava passando proximo à CONSTRUÇÃO e chamei ela pra dar uma lida, ela disse que tinha dito com raiva BYE,BYE BRASIL... seu marido ciumento... pra ela foi a GOTA D´ÁGUA
    Nada que não se resolva com um CÁLICE de Vinho e A ROSA dando uns concelhos...
    agora me vou.

    ResponderExcluir
  4. rs
    eu não seguirei a ideia, Edu... não estou em horário pra isso :P
    Mas ficou muito bom mesmo! Adorei!

    ResponderExcluir
  5. Selo pra você:
    http://ariannecarla.blogspot.com/p/nota-da-blogueira.html

    ResponderExcluir
  6. gostei! Só uma sugestão, não precisa de explicar as técnicas que usou. Penso que ficaria melhor sem os asteriscos. abraços!!!

    ResponderExcluir